Artigos

Sinais de intolerância ao glúten

Facilmente despercebidos, os sintomas da intolerância ao glúten servem de alerta para prevenir incômodos e agravos maiores de saúde como uma Doença Celíaca e por isso, o teste genético de intolerância ao glúten é fundamental!

Alguns dos sinais de intolerância ao glúten, tais como diarreia ou prisão de ventre, excesso de gases ou mesmo dor do estômago, podem ser facilmente confundidos com os sintomas de outras doenças e portanto, ignoradas. Isso significa que se não for realizado um teste genético de intolerância ao glúten, não será possível diagnosticá-la antes que se torne um quadro mais grave de doença celíaca, com sintomas bem mais fortes de dor abdominal e diarreia.

Os alimentos que possuem glúten, são estes aqui embaixo:

  • Pão, torrada, bolacha, biscoito, massas, bolos,
  • Cerveja, pizza, salgadinhos, cachorro quente, hambúrguer;
  • Gérmen de trigo, triguilho, sêmola de trigo;
  • Queijos, ketchup, maionese, shoyo;
  • Salsicha, temperos industrializados;
  • Cereais, barrinha de cereais, xaropes e alguns remédios.
  • Hóstia distribuída na igreja católica;
  • Molhos branco;
  • sopas desidratadas ou temperos prontos;

A intolerância ao glúten pode acometer tanto crianças como adultos, e ocorre devido a dificuldade de o organismo digerir o glúten, a proteína presente no trigo, centeio ou cevada. A Doença Celíaca, por sua vez, ocorre em pessoas com tendência genética à doença, e a sua predisposição pode ser avaliada atualmente por um exame genético não invasivo, o chamado Teste genético de Intolerância ao Glúten.

Assim, conhecendo bem a predisposição do seu organismo, ficará fácil evitar maiores incômodos.

Sinais de intolerância ao glúten:

► Excesso de gases;

► barriga inchada após comer alimentos como pão, macarrão ou tomar cerveja;

► alternância de períodos de diarreia ou de prisão de ventre;

► cansaço excessivo ou tontura após as refeições (sem relação com atividades ou pressão sanguínea);

► fácil irritabilidade (mal humor, ansiedade, tristeza);

enxaqueca frequente logo após a alimentação;

► manchas vermelhas que surgem na pele e trazem coceira; e
► dores musculares ou nas articulações.

 

Como saber se é intolerância ao glúten?

A melhor forma de diagnosticar é realizar uma consulta – que pode ser em vídeo e à distância, para então, definir o agendamento do teste genético e a melhor forma de eliminar os incômodos.

Além do teste genético também existem outros exames que confirmam o diagnóstico de intolerância, como exame de sangue, de fezes, de urina ou a biópsia intestinal. Claro, cada caso merece uma análise clínica mais detalhada e somente a nutricionista poderá definir qual é o melhor caminho.

No entanto, tão logo a nutricionista detecte pelos sintomas a intolerância ao glúten, deve-se excluir da dieta todos os produtos que contenham essa proteína, como farinha, pão, biscoito e bolo, e observar se os sintomas desaparecem ou não.

Quanto antes for detectada a intolerância ao glúten, melhor será a sua adaptação à nova dieta sem maiores incômodos. Agende a sua consulta!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *