Como a alimentação ajuda tratar pedra na vesícula?
Artigos

Como a pedra na vesícula e a sua dieta estão relacionadas?

Quem tem cálculo biliar ou pedra na vesícula, precisa adaptar-se a uma nova rotina alimentar. A dieta influencia o tratamento. Agende a sua consulta!

Tudo sobre pedra na vesícula! Entenda como a alimentação pode te ajudar!

Você certamente já ouviu falar sobre “cálculo biliar” ou popularmente falando, “pedra na vesícula”. Sabia que nestas circunstância, para efeito dos tratamentos, é necessário que haja mudança na dieta?

Contudo, embora a alimentação seja um componente fundamental, não deve substituir o tratamento clínico prescrito pelo médico, que pode incluir o uso de medicamentos.

Vale destacar também os cuidados com o tipo de preparação dos alimentos, dando preferência sempre para os alimentos cozidos ao vapor e grelhados, porque essas são as formas que não precisam de gordura adicionada.

O que é um cálculo biliar?

Pode ser definido como depósitos de fluidos sugestivos, mais endurecidos, que são formados na vesícula biliar. Podem provocar ou não sintomas, variando também de tamanhos e formatos.

Quais são os sintomas da doença?

Por não causar dor em muitos casos, muitos pacientes somente descobrem a doença por meio dos exames de rotina.

Porém, caso uma pedra maior faça o bloqueio do duto cístico ou duto biliar comum, o indivíduo pode sentir dores como se fosse uma cólica no abdômen.

O sintoma mais comum é uma cólica, cuja dor vai embora depois que a pedra passa para a primeira etapa do intestino delgado (duodeno). Porém, outros sintomas característicos também são náuseas, vômitos, perda de peso, febre e dor de cabeça.

O que podemos comer quando temos pedra na vesícula?

Dentre os alimentos mais recomendados, destacam-se:

  • Leite e derivados desnatados;
  • Frutas (menos coco, abacate e açaí);
  • Legumes em geral;
  • Grãos integrais (arroz, macarrão e pão integral);
  • Carnes magras e cozidas ou grelhadas (frango sem pele, peixes e peru);

E o que não podemos comer?

  • Embutidos (presunto, salsichas ou mortadela)
  • Peixes gordos (atum, salmão e sardinha)
  • Miúdos (fígado, coração, rim ou moela)
  • Alimentos industrializados (chocolate, biscoitos, molhos prontos)
  • Manteiga e qualquer outra gordura animal
  • Carnes gordas (costeletas, linguiças, mocotó)
  • Frutas gordurosas (coco, abacate ou açaí)
  • Leite e iogurtes integrais
  • Queijos amarelos (parmesão e minas padrão)

Quais são as causas dos cálculos biliares?

Não se sabe a origem da formação dos cálculos biliares.

A partir disso os cristais são formados e depois disso transformam-se em pedras.

Caso a vesícula biliar não consiga retirar da forma correta toda essa bile, ou com um período mais frequente, é possível que a bile em alta concentração transforme-se em cálculos.

Por isso, optar sempre por uma dieta menos gordurosa, pode contribuir para a prevenção dos cálculos e um equilíbrio maior nas funções do organismo.

Qual o tratamento para a pedra na vesícula?

Como em grande parte dos casos, quando o paciente não apresenta sintomas – sendo os mesmos apenas diagnosticados em exames, ocorre apenas uma mudança na rotina alimentar sob acompanhamento do(a) nutricionista.

Por sua vez, caso o paciente tenha sintomas, é possível tratar a doença com o uso de alguns medicamentos, que têm a função de dissolver os cálculos biliares no colesterol.

Outra forma de tratamento é o procedimento cirúrgico, denominado de “colecistectomia laparoscópica”, que objetiva uma recuperação mais rápida.

Pacientes que realizam esse tipo de cirurgia costumam voltar para a casa ainda no mesmo dia, ou no seguinte. Contudo, a mudança na dieta ainda é importante e permanente.

Entre em contato!

Se você sente dores abdominais estranhas, procure o seu médico e busque sempre um acompanhamento nutricional, mesmo que não seja detectado qualquer cálculo.

Faça sempre os exames periódicos – incluindo os recomendados pelo nutricionista, a fim de detectar qualquer problema ou mesmo falta de nutrientes. Enriquecer a sua dieta também é uma forma de prevenir doenças e garantir uma maior longevidade!

Para realizar a consulta nutricional presencialmente ou on line, entre em contato nos telefones 11 2307-8992 ou (WhatsApp) 11 99228-8515. Vamos conversar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *