Artigos

Probiótico, prebiótico e simbiótico: entenda a diferença

Neste final de semana, postei uma foto no Instagram (me segue lá!) que deixou muita gente curiosa: o Kombucha, que é uma bebida fermentada prebiótica. O Kombucha é feito a partir do chá preto adoçado, que é fermentado por leveduras e bactérias que fazem bem à saúde. É uma bebida que fortalece o sistema imunológico e melhora o funcionamento intestinal.

Mas daí, muita gente me perguntou “Rita, o que é Prebiótica?”

Prebiótica diz respeito à uma classe de componentes alimentares. Além destes, existem também os probióticos e os simbióticos e saiba que todos são essenciais no seu dia a dia, pois ajudam o seu organismo a absorver vitaminas e se proteger contra bactérias nocivas.

Prebióticos

Podem ser definidos como “alimentos para as bactérias da microbiota (flora intestinal) trabalharem direito”. Nosso corpo todo é formado por 100 trilhões de micro-organismos de até 100 mil espécies.

Só na nossa barriga, são 10 trilhões de micro-organismos que formam a “flora intestinal”. Essa flora intestinal, sozinha, não consegue quebrar as fibras das comidas de origem vegetal, caso da cebola, do alho e da aveia. Aí entram as bactérias prebióticas, que consomem essas fibras e, a partir delas, produzem substâncias benéficas à nossa saúde.

Probióticos

Os probióticos tem a função de “repovoar” as colônias de bactérias desta nossa flora intestinal, visto que estas colônias vivem de forma profilática, ou seja, em algum momento morrem.

Probióticos são os microrganismos (bactérias) saudáveis que podem ser encontradas em alimentos tais como kefir (tem três receitas aqui no site), queijos, leites fermentados, iogurtes, sachês e cápsulas.

Os bichinhos, como lactobacilos e bifidobactérias, repovoam a microbiota e beneficiam o trânsito intestinal, a absorção de vitaminas e o combate a bactérias nocivas.

Simbióticos

Simbiótico é o processo no qual os probióticos e os prebióticos se unem em prol do ser humano. A junção dos dois componentes tem a função de regular, nutrir as células, favorecer o trabalho digestivo e proteger ainda mais o organismo, ao mesmo tempo que repovoa a flora intestinal.

É o caso de alguns alimentos lácteos, biscoitos e suplementos. Tal formação destas três propriedades na alimentação faz com que haja uma melhora no controle de colesterol, além da redução do risco de câncer de cólon, controle maior da pressão arterial, controle de peso, diminuição da ansiedade, etc.

Conseguiu entender direitinho? Ainda tem dúvidas ou quer saber mais? Escreve para mim, aqui em baixo, nos comentários, que eu te esclareço. Ou se preferir, entre em contato comigo e vamos agendar uma consulta. Vamos falar sobre a sua dieta. Quem sabe eu não te ajudo a melhorar a sua alimentação e enriquecer o seu cardápio?

Unidade Tatuapé – São Paulo: 11 2091-1499 / 11 2295-0947 e 11 99228-8515.

Unidade Vila Mariana – São Paulo: 11 3467-4625 / 11 3467-4631 e 11 98415-3780.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *